• Coletivo Paralelas

Procrastinação e foco: quais limites são saudáveis?

Não quero romantizar a perca de foco, a falta de metas e objetivos futuros - os quais são necessários e norteadores de nossa existência. Perspectivas, horizontes e projetos de existência são importantes, o problema está na escolha desses projetos e na ação. Nossa organização social e econômica impacta esses processos. O "sucesso" significa resultados grandes, rápidos, êxito medido por lucro ou likes. Esse significado de sucesso não condiz com a experiência humana, mas foi introduzido como "natural" pela lógica do mercado; nós funcionamos como o mercado, onde o êxito e o foco podem levar ao "sucesso", ao lucro. Existe uma uma imensidão de vídeos, de coachs, terapias, várias soluções para a tal falta de foco, e a tão falada procrastinação. Muito pouco se fala nessas soluções milagrosas, sobre o por que o foco, a determinação, não estão ocorrendo. Não paramos para pensar o sentido daquilo para nós, não consideramos nosso contexto social, nossa realidade, e ainda por cima temos a noção de sucesso completamente dominada pela ótica do capital e não pela ótica da existência humana. Lembro de quando eu tinha sete anos de idade e fazia aulas de ginástica rítmica na escola. Eu me divertia demais, e o objetivo dessas aulas extracurriculares, para mim, era a diversão. Eu via muito sentido naquilo, eu encontrava minhas amigas, antes da aula fazíamos lanches, eu gostava das roupas, enfim, eram momentos bastante agradáveis. Ao final do ano, houve uma competição e na minha categoria, ganhei o primeiro lugar. Fiquei muito feliz. Depois dessa vitória, quando retornei as aulas, tudo havia mudado. Obviamente era exigido de mim mais dedicação e as aulas eram mais rígidas - a diversão toda, a leveza, havia cessado. Após algumas aulas, eu disse para minha mãe que não queria continuar, aquilo não tinha mais sentido, não tinha significado mais. Minha mãe disse que tudo bem, que eu não precisava fazer nada que eu não quisesse e, por isso, mudei para aulas de dança contemporânea, onde encontrei de novo a diversão e a leveza, o significado que na ginástica eu havia perdido. Durante muito anos da minha vida eu interpretava esse acontecimento como o primeiro passo de complexos e traumas que hoje me faziam não ter foco, procrastinar em algumas atividades e que, por esse motivo, precisava de uma cura, uma solução. Com o tempo eu percebi o quanto aquela criança foi verdadeira consigo, com a sua verdade. Claro que ficar na ginástica, virar uma atleta, competir, traria frutos, traria validações muito gratificantes de fora, mas aquilo não tinha significado para ela. Naquele momento da vida, ela só queria se divertir. Claro que esta é uma história de privilégios, acho que o mais importante deles foi o apoio e a interpretação da minha mãe, afinal, ela poderia muito bem me obrigar a continuar nas aulas e hoje a história seria diferente. Mas ela me ouviu. O sucesso nem sempre é êxito, resultado rápido. O sucesso, às vezes, é o primeiro passo em direção a algo que queira fazer, a algo que te faça genuinamente se sentir você. Sucesso é fazer algo que você nem seja tão bom assim, que não tem validação dos outros, mas que te faz acordar cedo e saber que está sendo honesto com você, com suas verdades. Saudável é saber seus limites, é dizer não para aquilo que é do outro e não seu. É entender suas necessidades, suas vontades. O mundo é cheio de outras existências, de outros modos de viver, de pessoas que estão completamente alienadas na lógica do foco, de postagens de vidas perfeitas, onde as pessoas seguem à risca todas as pressões sociais, e mostram isso como a única verdade existente. Mas não é. É preciso aprender e saber muito bem o que se é, para que o impacto exterior não faça com que você se corrompa, seguindo outra verdade que não a sua.

Isabela Alves é psicóloga formada pela PUC Minas Poços de Caldas. Está sempre buscando estudos que alinham as teorias psicológicas aos fenômenos que envolvem o mundo social e acredita que saúde mental depende não só do autocuidado, como também do cuidado com os outros.

Isabela Alves

CRP 04/55968

Contato: (35) 992098762

Instagram: @isabelaalvespsicologa

Atendimentos presenciais e online

Poços de Caldas - MG

55 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo